Tá Pensando o Quê?

Mês: fevereiro, 2005

COISAS CHATAS DO MOMENTO

Estou solteira e isso não é tão divertido quanto parece. Porque eu vim codificada de fábrica, e só namoros longos, duradouros, gratificantes e rosas me decodificam. Talvez daí brote toda a minha tristeza e TPM fora de hora.

Estou deixando de ser uma garota problematizadora pra me tornar prática e tosca. De divertido isso só tem a tentativa de pronunciar ‘problematizadora’ sem enrolar a língua.

Meu computador apita, fala, pisca, mas funcionar que é bom, nada e, isso sim, é grave.

As aulas da Unb começarão em breve e me ofereceram uma matéria profunda e questionadora em doses pouco seguras, como por exemplo, Introdução à Filosofia. (*pânico tomando conta do meu ser*). Além disso, meu estômago há de sofrer deveras, já que farei matérias indigestas tipo Ciência Política, cercada de futuros advogados por todos os lados. (ARGH!)

A minha endocrinologista me ligou durante a depilação do contorno pra me pedir que fizesse uma tomográfica supra-renal. (me corrijam se eu estiver errada: a função de uma tomografia não seria detectar tumores?)

Durmo e acordo com a sensação de que estou fazendo absolutamente tudo errado e de que posso perder meus amigos (de novo) por conta de fins de namoro mal-administrados me faz ter vontade de tomar q-boa, estriquinina ou um mata-rato qualquer desses que devem ser mantidos fora do alcance de crianças e animais domésticos.

Anúncios

COISAS LEGAIS DO MOMENTO

Ainda tenho o que comer e onde dormir e o Jean não saiu do Big Brother. Mesmo assim eu sinto falta da Solange cantando uiarnuô e chamando ‘ofurô’ de ‘furúnculo’.

MEU PAI ARRUMOU TEMPO PRA DAR NOTÍCIA

Filha

Aqui em João Pessoa está tudo bem. A areia das praias está aqui, as ondas continuam indo e vindo, a maré sobe ao meio-dia, enfim, todas as leis da física parecem funcionar normalmente, mesmo eu estando no Nordeste Brasileiro curtinho um verão da pesada.*
A parte ruim é que eu tive que tomar muitas SKOL geladíssimas até saber que, em João Pessoa, a cerveja que presta é Brahma. Mas ainda houve tempo.
No mais, estarei no aeroporto às 18:45 de quinta-feira, peça ao seu irmão que vá me buscar.
Obs.: você pagou as contas e meu cartão de crédito?
Saudades
Pai.

* NOTA MENTAL: Os pais geralmente utilizam expressões que só os locutores de trailers de filmes americanos de Sessão da Tarde usam: um cão da pesada, uma turma do barulho, blábláblá e mimimimi. Além disso, usam chavões ridículos daquelas traduções babacas da Herbert Richards, onde os atores fazem cara de idiota a la Leslie Nilsen e usam uma voz grave pra dizer algo tipo você foi longe demais, se você é a doença eu sou a cura e coisas desse nipe.

Paizinho

Como sempre, sua ausência me custou caro já que, como você me acorda todo dia de manhã de forma carinhosa, me sacudindo como se eu fosse uma britadeira, e você está no nordeste brasileiro bem na época do verão enquanto eu trabalho como uma mula, não tenho conseguido acordar na hora certa.
Estando atrasada, saio correndo pro trabalho e passo em sinais vermelhos, ultrapasso os limites de velocidade, atropelo motoqueiros e sequer tenho tempo de sorrir ao sair nas fotos dos pardais do DETRAN.
Não paguei as contas e esqueço de despachar o lixo, de apagar as luzes, de fechar a geladeira, de tomar banho, durmo sem escovar os dentes, como uma caixa de bombons sozinha, almoço sanduíche natural, janto brigadeiro, vejo sacanagem na net e só volto das baladas de manhã.
Não precisava ter tanta pressa pra voltar, era só mandar a grana pra eu pagar a multa de trânsito e a faxineira.
A propósito: não paguei seu cartão de crédito e a água está cortada.
Pelo menos não estou grávida do meu ex-namorado drogado nem fui demitida, ué, (pelo menos não por enquanto), nada é tão ruim quanto parece.
Ah, teremos pipoca e pizza no jantar e a descarga do vaso do banheiro está vazando. Viu como foi bom eu não pagar a conta de água?
Com amor
Sua filha preferida.

*piada interna mode on*

Estou apaixonado por você, invisto em avestruzes, tenho um chaveiro em formato de @, te abraço e beijo mesmo quando você está toda bêbada e grudenta de frozen, seguro seu cabelo pra você vomitar e deixo você escolher os lençóis da cama.
E então, a vaga é minha?

*piada interna mode off*

O ORKUT DESGRAÇA A VIDA DAS PESSOAS

AMIGA – Desisti do JP.
KRTZ – Mas por quê?
AMIGA – Ele tá committed no orkut. Eu olho o orkut dele todo dia, ELE ARRUMOU UMA NAMORADA DE ONTEM PRA HOJE!
KRITZ – Ah, relaxa, as pessoas mentem no orkut…
AMIGA – É, né?
KRITZ – Né.
(momento de pausa – barulho de teclado)
AMIGA – NÃO É MENTIRA!
KRITZ – Como você sabe?
AMIGA – Ele saiu da comunidade ‘Solteiros e Solteiras do DF’.
KRITZ – ¬¬

SÓ PRA CONTROLE: SOU HÉTERO

Eu estou sem namorado, gente, vocês não vão mesmo mandar currículos?

VOCÊ TAMBÉM SE APAIXONARIA

– Me desculpa por ontem.
– Que nada, outras pessoas já me pediram pra parar o carro pra elas vomitarem, quando estão bêbadas, chatas e melequentas.
– Err… Não era bem disso que eu estava falando.
– Ah, era sobre não ter dado tempo de eu parar o carro?
– ¬¬



– Eu queria ter ido dormir na sua casa contigo ontem.
– Eu também queria, mas a gente só ia dormir e nada mais.
– Claro, embreagada ao quadrado do jeito que você tava, não ia ter coragem de fazer nada com você.
EU teria, mas isso não vem ao caso.
– Então porque a gente dormiria e nada mais?
– Hum… Coisas de mulher.
– Ah, entendo. Mas no carro você não se comportou como quem estivesse ligando muito pra isso…
– *cara de paisagem*

NINGUÉM ME RESPEITA!

Eu, na formatura de um ex-caso:

KRITZ – Parabéns e blá, blá, blá.
EX-CASO – Obrigada e blá, blá, blá.
KRITZ – Pô, tá mais magro você, heim?
EX-CASO – Mas se eu te desse mole tu me comeria de novo, mesmo assim, que eu sei!
KRITZ – ¬¬

errata

Eu acho que me equivoquei quando disse que era absolutamente possível gostar de duas pessoas ao mesmo tempo: um belo dia, o coração se decide.
E você também.

DE QUANDO SE TOMA UM PÉ NA BUNDA E OUTROS ASSUNTOS MAIS IMPORTANTES

Eu acho que deveria estar triste porque, enfim, fui mandada pro chuveiro mais cedo.
Mas, por mais estranho que isso possa parecer, eu não estou.
Talvez porque eu seja uma completa idiota que quero viver do meu jeito, mas por algum motivo esquisito qualquer, excepcionalmente, não vinha conseguindo.
E agora Pseudo me deixou fazer isso sem levar a culpa.
Estou com a cabeça muito ocupada com as providências práticas a serem tomadas: voltar a ser single no orkut, tirar as fotos da parede do quarto, colocar o nome dele na boca do sapo pra uma macumba poderosa e coisas desse quilate…
No mais, é isso.
Não fui expulsa da faculdade. Deus é mesmo um cara bacana comigo, que faz por mim coisas impossíveis mesmo quando eu não mereço. Que escolheu um espermatozóide perfeito do meu pai e um óvulo certinho da minha mãe. E me fez nascer de cabelos lisos. (Ok, nem tanto – abafa o caso.)
Obrigada Lelê (e sua respectiva mâmis, D. Rose), que pensou positivo, me contou segredos e amenidades pra distrair, deixou um recado no meu celular no dia do meu aniversário que me fez chorar e fez um escândalo no MSN quando soube que eu estava livre do rebaixamento jubilamento.
Obrigada Gian, que rezou que eu sei, que falou pra eu ficar tranqüila que tudo ia dar certo e que levantou a plaquinha de eu “já sabia” quando eu dei a notícia.
Obrigada Júlio, que sempre perguntava “e aí”? e que está quase deixando de ser ateu.
Obrigada Moskito que me ensina emoticons novos sempre que a gente se fala no MSN, que me dá dicas de saúde e beleza e de como ser a pessoa que manda nos relacionamentos, que tem o pé (e a respectiva sandália havaiana) mais feio de toda a via Láctea, mas que fez \o/ quando eu dei a notícia. (seja lá o que signifique essa bagaça de sinal.)
Se você torceu, rezou, fez figa, macumba, prece ou simplesmente não desejou que eu me fodesse, meus mais sinceros agradecimentos.
Sem mais.

%d blogueiros gostam disto: