QUERIDO DEUS TODO PODEROSO, SALVE, SALVE!

por Kritz

Não posso deixar de agradecer o galhão que Você me quebrou lá na Unb e não me deixou rodar e tal, foi massa da Tua parte. Gelei a valer, mó estresse, deu até coceira em mim de tanto nervoso que eu passei, cruz credo!
Mas agora tá de boa. Eu não tomei vergonha na cara do tanto que deveria, mas bateu um certo remorso e tô tentando me esforçar.
Tomei cinco multas só esse ano e sobre isso precisamos conversar sério: por mais que Você seja meu brother não posso chegar no agente do Detran e dizer que ele não pode me multar porque Deus é meu amigo. Da mesma maneira que não posso colocar o carro no bolso e vir trabalhar. Eu poderia, sim, não estacionar em local proibido, mas pra isso eu preciso acordar na hora e, nisso sim, eu creio que Você possa me dar uma força. Anote aí pra gente negociar.
No trampo eu tomei jeito, funcionária nota 10 eu tenho sido, mas ainda uso MSN durante o expediente. Não atrapalha, eu juro, fica tudo sob controle e o meu trabalho é prioridade. O meu chefe é daqueles que perde o amigo mas não perde a piada e além disso nunca é preciso mentir pra ele.
Meu pai quase morreu de uma síncope nervosa que acometeu o coitado quando acordou e deu de cara com a namorada do meu irmão tomando café com a gente na cozinha. Ai, ai… Ficou chocado quando soube que ela tinha, sim, dormido lá em casa, no quarto do meu irmão, sim, senhor, com porta fechada e direito a pá e bola. Meu pai é bem atrasado pra algumas coisas, mesmo. E ainda fala ‘pra mim fazer’, ‘pra mim ouvir’, ‘pra mim fechar’. Mas é meu pai e, pai, Tu tá ligado, a gente não escolhe.
Falando nisso, ele resolveu construir outra casa lá no nosso terreno. Fez furo no chão pra fundação da casa e minou ááááágua que só, tinha um lençol freático ou coisa dessas, uma lameira! Eu disse pra ele aproveitar o aguaceiro e fazer a piscina logo, ou fazer a casa do tipo palafita, mas não teve negociação. Anda muito durão mesmo, meu super-pai.
Aprendi uns ‘golpes novos’ com meus malabares e tenho conhecido pessoas do mesmo planeta que eu. Além disso, não gripei esse ano ainda porque, convenhamos, pessoas felizes não gripam fácil. E como uma pessoa que tem uma almofada de joaninha chamada Tereza poderia não estar feliz? Impossível, concordo.
Parar de beber não deu. Diminuir também não. Mas isso é culpa Sua, falando numa boa, porque eu estava levando uma vidinha bem mais ou menos, cheia de interrogações e coisas que não combinam com o tom da minha pele e, de repente, Tu tocou o terror no meu destino, no meu reveillon (aliás, eu tenho que agradecer por isso, também!), no meu aniversário e etc e tal, me arrumando um cara que, além de conversar sobre Teoria do Caos, arco-íris e todas as outras coisas doidas que se passam pela minha cabeça, tem cachorros anti-sociais, gosta de chocolate com castanha do pará, não come sushi, tem um balde no lugar do fígado e mais bebe do que respira. (ok, exagero, ele respira e bebe na mesma proporção.)
E pra acabar de completar, essa conversinha fiada de pedra no rim.
Poxa, Deus, Você tem idéia de quanto tempo uma pessoa com pedra no rim fica sem fazer sexo e outras coisas legais que a gente faz? E a saudade e tudo mais? E eu sem poder pisar naquela casa? Tem idéia da tragédia?
Humpf!

Sem mais para o momento,
Amém.

Anúncios