O MELHOR PAI DO MUNDO É O MEU

por Kritz

Ah, o meu pai…
Foi o meu pai que fez eu chorar muito na primeira vez que engoli caroços de tangerina, porque disse que eu ia virar um pé de tangerina e que os galhinhos iam sair pela minha orelha.
Ele fingia que tocava piano nas minhas costas quando eu era garotinha e eu morria de rir das coceguinhas.
E foi ele que me ensinou a fazer contas de dividir e acordava de madrugada pra me levar pro colégio.
E quando eu passei no vestibular ele foi comigo na faculdade pra que eu não me sentisse sozinha naquele mundão desconhecido que era a Unb.
E foi ele que me ensinou a NUNCA fazer nada que eu não quisesse. E a sempre dizer e defender o que eu pensava. E me ensinou que ser sincera é muito bom, mas que excesso de franqueza pode soar como falta de educação e que, por isso, temos que ter cuidado.
E sempre repete que as pessoas têm um caminhão de defeitos e que nunca devemos julgá-las pelas coisas ruins. Que todo mundo tem limitações e que exigir perfeição de quem quer que seja é uma puta de uma idiotice.
Ele me ensinou que amar alguém não é exatamente dizer eu te amo, mas que existem milhões de formas de mostrar pra alguém o quanto ela é importante e especial.
Quando minha mãe foi embora, ele segurou a barra, a minha mão, segurou a vontade de chorar e reconstruiu direitinho a nossa relação.
Ele me ensinou que “família é assim mesmo” e que não devemos nunca nos meter na vida do outro. E que não temos que deixar o outro se meter na nossa.
Ele me ensinou a não ser tão impulsiva e a não cair no choro por qualquer coisa. Me ensinou a manter a calma e a conversar em vez de sair brigando.
Tenta me ensinar a equilibrar as despesas e vive repetindo que eu preciso guardar dinheiro enquanto sou nova.
Não interfere nas minhas decisões mas, se eu pergunto, ele não hesita em dar opinião. Sempre tem o raciocínio lógico mas deixa a palavra final ao meu cargo.
Ele chorou no dia que eu bati o carro, porque achou que eu tinha morrido. E vive reclamando da zona do meu quarto.
Fica feliz quando eu arrumo namorados legais, fica calado quando eu me enrolo em relações-blefe.
Aprendeu muito também, e é um pai mais incrível a cada dia.
Eu amo meu pai.

Anúncios