NO PAIN NO GAIN

por Kritz

O plano inicial era que eu acordasse todo dia às 5:30 da madrugada e fosse pra academia: 40 min de aeróbico, alternados entre um corridão e aulas de spinning – tudo em ritmo frenético – e musculação de baixo impacto num dia, aulas de ginástica localizada no outro.
Às segundas eu acordaria um pouco mais cedo (!!!) pra fazer spinning antes de ir pra aula com o professor iraniano já grande conhecido de todos nós.
Estou na segunda semana e me sinto à vontade pra fazer um balanço dos 15 dias iniciais: tenho chegado atrasada no trabalho todos os dias.
Pra academia eu tô indo, porque, enfim, quanto à feiúra não posso fazer nada, mas quanto à gordura, não posso ficar quieta, parada, comendo como um javali, se não explodo.
A propósito, hoje eu fui pro parque da cidade andar de patins. Obviamente caí de bunda 752 vezes e revivi todos os meus traumas de quando era criança e caía muito, muito mesmo, simplesmente porque não sabia frear.
Hoje, uns 10 anos depois, eu vi que continuo sem saber.
Da próxima vez que eu mencionar a expressão “vou andar de patins”, me dê um jeb de direita pra me deixar desacordada por umas duas horas. Sem dó.
Com certeza o jeb vai doer bem menos do que a minha bunda dói neste momento.
Obrigada.

Anúncios