BEM, AMIGOS, VOLTAMOS, AGORA EM DEFINITIVO

por Kritz

Depois de completados setenta e um dias em que eu, num ato de irresponsabilidade infantil, quebrei o pé pulando numa cama elástica, voltei no médico.
Tirei outra fotocópia do meu pé perebento e ele disse que pronto, o que não colou até agora não cola mais.
Então eu comecei com a fisioterapia.
Primeiro coloquei meu pé perebento num baldezão de aço inox, cheio de água quente, que fez tcheck tcheck por 15 minutos.
Parece nojento.
E é mesmo.
Depois eu fui pra uma outra sala na qual ficam muitas mulheres estrupiadas por conta de acidentes domésticos, inflamações no nervo ciático e problemas durante tentativas de abdução mal sucedidas.
E hoje, estava lá, também, a minha pessoa. Balancei meu pé num balancinho, depois tive que pular num pogobol, fiz compressa de gelo e, como se não bastasse, adivinhem:

Eu disse que não queria mais brincar daquilo e fui embora, porque nem mesmo uma sessão de fisioterapia, caro leitor amigo, me fará pular num troço daqueles de novo.
E tenho dito.

Anúncios