PEQUENO APONTAMENTO SOBRE O FDS

por Kritz

Na sexta-feira o mundo caiu na minha cabeça e eu queria ter passado o resto da vida fim-de-semana no meu esconderijo.
Se eu tivesse um.
Essa coisa minha de não caber no próprio corpo e não conseguir processar as coisas de forma rasa é culpa do Fernando Pessoa, aquele português cheirador de pó com tripla personalidade.

Sinto perante o rebaixamento dos outros não uma dor, mas um desconforto estético e uma irritação sinuosa.
Não é por bondade que isto acontece, mas sim porque quem se torna ridículo não é só para mim que se torna ridículo, mas para os outros também, e irrita-me que alguém esteja sendo ridículo para os outros, dói-me que qualquer animal da espécie humana ria à custa de outro, quando não tem direito de o fazer.
(…)
Escolher modos de não agir foi sempre a atenção e o escrúpulo da minha vida.

Toda vez que eu leio qualquer coisa que seja dele, fico com vontade de morrer só pra encontrá-lo no plano astral e dizer: caralho, sou sua fã, porra!
*abraça e chora e tem ataque histérico*

Anúncios