E SEGUE O MAU HUMOR

por Kritz

Não.
Eu não tenho webcam ao vivo que comprove que nesta terra só chove.
Brasiliense é raça ruim, quando tá clima de deserto reclama, quando chove, reclama.
Eu adoro a seca.
O clima seco contribui para a possibilidade de durabilidade de escovabilidade da minha cabeleirabilidade.
Eu não reclamo da seca porque estou sempre ligadinha (¬¬) nos lançamentos da vizcaya de cremes hidratantes dos sabores mais inusitados, tipo morango com espumante, morango sem espumante, morango com chantilly, pêra, framboesa, melão, chocolate com menta e uva, o que deixa minha pele uma seda.
E me faz acordar com picadas de formigas, por motivos óbvios.
Nhame, nhame.
Namorado diria que é bom porque dá nome ao produto, no caso a minha dileta pessoa: é de comer.
Coitado, ele anda numa secura de dar dó, o que mostra que ele é um cara que ainda merece estar vivo: se não estivesse na secura estaria comendo alguém e como eu não estou dando nem bom dia pro meu pai…
Eu tenho estado de mau humor e com muita dor de cabeça e não rola de…. Enfim… Vocês entenderam.
Pois então.
A partir de agora, aqui em Brasília choverá atééé março do ano que vem e baladas ao ar livre e churrascos com belos dias de sol e piscinas azuizinhas nas casas dos amigos-filhos-de-deputados-ladrões-moradores-de-mansão, nem-pen-sar.
Odeio a chuva.
Meu Deus, com todo respeito aos retirantes nordestinos, eu odeio a chuva.

Sobe a música pra gente chata, my boy.

Anúncios