JUST TO SAY HELLO

por Kritz

Essa semana eu estou num curso sobre abordagens pedagógicas no universo e nem se eu tivesse fumado um charuto de skank teria curtido onda semelhante.
Tava tudo caminhando lindamente e eu seria eleita com certeza a garota mais legal-gatinha-pegável-a-valer do evento (¬¬), se não fosse meu grande talento para pagar micos na frente de desconhecidos.
Explico: o instrutor perguntou quem ali já tinha estudado latim e só a anta-manca aqui levantou a mão.
E é claro que agora sou a excluída da turma, como aquela garotinha do pré-primário que era isolada dos coleguinhas porque tinha piolho.

Depois reclamam que eu sou anti-social.

Anúncios