Tá Pensando o Quê?

Mês: outubro, 2006

SOBRE DECORAÇÃO E VIZINHANÇA*

Eu sempre sonhei com uma cozinha que tivesse vaquinhas como tema. Sim, vaquinhas. Aquelas vaquinhas malhadas de preto e branco, sentadinhas no balcão.

mooooooow!
Mas também queria meu pingüim de geladeira, o que poderia gerar um certo choque de raças na minha cozinha.

Cocorocóóóóó! (Sei lá que bagaça de barulho faz um pinguim, minha gente!)

E na minha casa quero paz, ou seja: nada de vacas nem de pingüins.
Por falar em paz, minha vizinha tem um bebê recém-nascido, o que quer dizer que qualquer noitada na minha casa, com meus amigos tomando tequila e cantando “vou chorar” no videokê, só poderão acontecer daqui uns 15 ou 16 anos, que é o tempo que eu preciso pra que o bebê cresça e possa ser convidado pras festinhas e não venha me encher o saco com o barulho.
Que será intenso, só digo isso.
Ainda bem que a minha cama caríssima e fina não faz barulho nenhum, porque classe é o meu nome.
Quero ver Namorado quebrar essa.
No mais, a reunião de condomínio parecia um baile da 3ª idade do Previ, eu nunca pensei que uma reunião de condomínio poderia ser tão divertida.
Mesmo porque eu adoro velhinhos e adoro vê-los tê-los insights em slowmotion é muito legal.
O problema será tê-los na minha casa cantando Waldick Soriano no MEU videokê, junto com meu pai, que ama (eu disse AMA) Waldick Soriano, quando o furdunço rolar. É a fina flor do brega, meu povo, coisa linda de se ver.
¬¬
É claro que convidar os velhinhos vizinhos pra barulheira é tática pra eles me achem simpática por fazer o convite, e não tenham coragem de reclamar do Bonde do Tigrão tocando às 4h30 da madrugada.
Sou muito esperta, me amo.

* as fotos não são minhas, foram retiradas do google, de forma aleatória.

Anúncios

RELEASE

No dia do aniversário de Namorado tava passando De Volta para o Futuro na Globo e, depois de uma garrafa de champanhe, eu fiquei viajando na semelhança impressionante (realmente impressionante) entre Namorado e Michael J. Fox até ficar (mais) tonta.
Resultado: dormi.
Além do mais, não me lembro exatamente em que horas a TV foi ligada, porque até onde me consta não tivemos tempo pra isso.
Os sprinklers disparam por conta da fumaça das velas, não sem antes a gente beirar a intoxicação que o ar condicionado, que circulava aquela fumaça de parafina, quase nos causou.
Além disso, Namorado é alérgico a coisas aromáticas e todas as velas do recinto eram de canela, um aroma que, embora seja afrodisíaco, é bem natural e discreto, como vocês devem imaginar.
¬¬
Finalizamos o weekend indo votar.

Foi lindo.
Sério.

ERA UMA CASA MUITO ENGRAÇADA

Eu não tenho mais internet em casa e no trabalho não entro no MSN.
Com a greve, companheiros, eu fiquei umas duas semanas sem sentar na frente de um computador, a não ser com Namorado por perto e isso me inibe um pouco, por assim dizer.
Então, pros fofudos que sentem falta da minha gente-boa-pessoa no MSN, desculpem, queridos, mas vai ser assim por uns tempos, até a casa nova chegar.
Sim, a casa nova, que abrigará minha própria geladeira e uma cama de casal chique pra deixar toalha molhada em cima.
*emoção*
E só daqui uns 752 anos, depois que as prestações dos eletrodomésticos comprados nas Casas Bahia acabarem, teremos computador.
Ou seja: vai demorar um pouco.
Tá, vai demorar bastante, essa é que é a verdade.

VERDADE – parte II

Pois foi quando deu-se a luz e eu entendi que Jesus como amigo seria bem mais interessante do que ter que cair na porrada com todas as carmelitas descalças do planeta.
Quer dizer: deu-se a luz em parte, já que Jesus, um cara queimado de sol, olhos claros e talecoisa deve ser lá bem gatão, charmoso e inteligente (com todo respeito a Maria Madalena), bastante diferente de qualquer cara que apareceu na minha vida depois que eu dei um toco no Salvador.
Enfim.
Eu poderia até concordar que foi tudo castigo do Jotacê porque eu não topei a poligamia decarada, etc e tal.
Mas de uns tempos pra cá eu tenho achado, sinceramente, que o Nazareno cabeludo que passeou o Oriente Médio gastando centenas de pares de sandália sob o patrocínio da Nike resolveu me agradecer por não ser mais uma querendo entrar pro santo harém.
Explico-me: era final fo mês e o salário já tinha acabado, então Namorado me convidou pra almoçar em qualquer restaurante que eu quisesse, desde que aceitasse o tiquete alimentação dele, claro. Resultado: China in Box, com prato, talher, copo descartável e mais um china money pra nossa coleção.
Enquanto eu sugava o fio do iakissoba respingando molho shoyo na mesa toda, Namorado anotava os números sugeridos no biscoitinho da sorte (mais um palpite para a Mega Sena) e me disse:

então, gata. Já avisei a minha mãe que vamos morar juntos. Agora não tem mais perrengue. Ela até te mandou um presente. Tó.

Era um acendedor para fogão a gás.
o.O
E então eu finalmente entendi porque cargas d’água tenho o pé tão pequeno.
¬¬

%d blogueiros gostam disto: