DIETA

por Kritz

Dieta é uma merda!
Eu queria poder cruzar com o filho da puta que inventou a dieta e dizer você arruinou a minha vida e agora eu vou arrancar seus cabelos do dedão do pé um a um, com pinça, seu decrépito.
Acho chique xingar alguém de decrépito.
Natal, Brasil, é Natal, peru e pernil, salpicão e sobremesas com sorvete e chocolate, panetones, chocotones e milhares de calorias que são ingeridas pouco menos de 30 dias antes da época em que a minha alma calanga-brasiliense zarpa pra ver o mar, a areia, os surfistas gatchenhos, bate na cara de Namorado porque ele olha as bundas femininas alheias (e ainda mostra pros amigos, porque eu devo ter trouxa escrito na testa) e o meu rechonchudo corpitcho mostra as dobrinhas e celulites.
Entende o paradoxo?
E é quando eu me pergunto: por que natal não é março? Quando todo mundo já voltou de férias, do carnaval, da baixaria sócio-alcóolica-sexual e tá magrelo porque passou todo o período de agito sem lembrar de comer, só na cachaça?
Por que natal não é em junho, que faz mó friaca e todo mundo se empacota com 752 casacos e cachecóis?
Se eu tô gorda ou magra, no inverno ninguém vai ver mesmo, então eu poderia cair de boca na torta alemã sem ficar com aquela sensação de colchão amarrado que só as gordinhas que usam biquíni de lacinho são capazes de compreender.
É foda, toda época de natal é isso, nem eu agüento mais essa ladainha.

Anúncios