CALA A BOCA, MAGDA!

por Kritz

Hoje, uma quinta-feira comum, eu cheguei no trabalho umas 9 horas.
Passado um tempo, chegou meu colega de trabalho do qual eu falava um pouco antes e não resisti

– Putz, você não morre mais!
– Por que?
– Perdi minha espingarda de matar viado.

Se trata de uma piada deveras amarela, mas eu não me contentei com tamanha babaquice e disse essa coisa ridícula pro meu colega que, de fato, é gay.

Minha nossa senhora da boca de valão, eu mereço morrer com dois tiros na cabeça.
PLAU, PLAU.

Anúncios