Tá Pensando o Quê?

Mês: agosto, 2007

ENTRE QUATRO PAREDES

Vocês repararam que esse blog tá respirando por aparelhos, né?
Pois é, tá.
Não sei, às vezes acho que é esse meu apego que não deixa ele ir em paz e parar de sofrer nessa agonia de morre-não-morre.
Enquanto não me decido, resolvi casar novamente. Com uma festa nova, não com um marido novo porque o meu ainda tem muita coisa pra ser conhecida.
Por exemplo: ontem antes de eu ir pra academia, fui dar um beijo de bom dia.
A resposta foi um singelo peido.
Enquanto a criatura sequer abriu os olhos.

Há muitas formas de se ter um relacionamento romântico, um casamento é um mundo.
¬¬

DANDO ATENÇÃO AOS SINAIS

A coisa que eu mais odeio no mundo todo é ficar gripada.
Não ligo pra diarréia, não ligo pra dor de cabeça, não ligo pra quebrar o pé em camas elásticas.
Mas a gripe, ai meu pai, afasta de mim essa catarreira.
Esse tempo de ar avermelhado aqui em Brasília faz até mesmo os calangos de raiz sofrerem.
Ontem no fim do dia começou aquele chup chup no nariz e quando cheguei em casa tomei dois anti-gipais, um chá de vick e um anti-alérgico descongestionante.

Depois de uns 15 minutos eu vi círculos coloridos, tipo onda de LSD e meu corpo todo ficou dormente. O nariz secou instantaneamente, a cabeça pesou, os olhos incharam e eu já via anjos suados afinando trombetas.
Resolvi deitar pra não pagar o mico de ver a van do UTI VIDA vir me buscar.
Cochilei um pouco e sonhei com uma barata saindo debaixo do armário.

Fui ver o significado e, advinha?

BARATA
Apenas ver uma – dificuldade em viagem.

Solta o som do Zeca Pagodinho, my boy

ALÔ AMIGOS, VOLTAMOS AGORA EM DEFINITIVO

Não tenho nenhuma desculpinha salafrária que justifique meu sumiço.
Blog cansa às vezes, todo mundo que tem blog sabe disso.
Mas eu morro de saudades das criaturas que conheço por causa do blog.
E então eu volto, sempre volto.

Não tô grávida nem com lombriga, vocês me levam a sério demais, gente.
Quer dizer, eu não sei se tenho lombriga, porque não tenho coragem pra tomar remédio.
Vai que eu tenho mesmo, aquelas minhocas saindo, eu heim, tá doido.

Ontem eu comprei uma passagem aérea pra Florianópolis.
Tô indo pra Floripa com as amigas da faculdade visitar nosso melhor amigo gay.
Quem não tem um amigo gay não sabe o que está perdendo.

Por falar em passagem aérea, quanto custa um seguro de vida?
Eu não tenho medo da morte porque sou uma pessoa legal e pelo menos na colônia de recuperação do umbral vai ter um quarto-sala com cama king size pra mim.
Mas tenho contas de muitos milhares de reais e se eu bater a cassoleta e deixar Namonoivorido na mão, é capaz de ele me buscar lá na Colônia.
Me tirar do meu retiro, do meu momento com anjos e harpas, coisa fina, manja?
Quero me prevenir.
Se eu morrer não chore, se não eu venho puxar seu pé.
E no meu enterro eu quero pa-go-de, já vou logo avisando.

%d blogueiros gostam disto: