cabeça muito louca de verão

por Kritz

Sempre que eu piro o cabeção,  me concentro na fé de que terapia me salvará, é quase que como o Jesus Cristo dos tempos modernos. Dessa vez resolvi ir fundo no negócio, porque o bicho tava grande, incauto sofredor, muito grande.
Me lancei louca e desconfiadamente no mundo da psicanálise. Parece onda de doce, aquilo: todas as paranóias, neuroses, medos, lembranças e barulhos estranhos emergem da gente, naquele silêncio constrangedor que só a psicanálise traz pra você.
Lado bom: a psicanálise não é ilegal e não dá fome depois que termina.
E já me bastar ser meio lelé. Gorducha, não, obrigada.

Anúncios