sovaco sangrento

por Kritz

Já tem tempo que tô na fase handmake da minha vida: aprendo a fazer sozinha, valorizo o artesanato e, o único argumento que é verdadeiro: economizo dinheiro pra gastar com as coisas que não tenho competência pra fazer por minha conta. E isso inclui depilar a axila.
A cultura de depilar a axila significa cultivar o masoquismo da ação, qualquer humano sabe disso. E por isso eu fiz um lobby familiar pra ganhar um depilador daqueles parecidos com instrumentos para tortura ecúlea da idade média. Funciona joinha e, na boa, não dói. Nem deixa a gente com aquele ouriço-do-mar debaixo do braço, como quando a gente usa gilete. Nem com aquela penugem lagarta-de-fogo de quando precisamos cultivar os pêlos para, depois de 20 dias, poder usar cera.
Da ultima vez empolou tudo e meu sovaco ficou parecendo plástico bolha.
Foi quando eu esfreguei pedra-pome pra desempolar e, advinha?

Sovaco menstruado, desde então.

Anúncios