o lar é meu, o grilo é meu, o mau humor é meu

por Kritz

Ah, Brasil, minha casa tá naquela de reforma eterna. Chegou a parte das cores e, como já dito, Marido é daltônico e confia no meu gosto para cores, combinações, obras de arte, filtros de sonho ripongas, enfim, essas coisas minhas que Deus dá. Eu, pra falar a verdade, também confio. Mas saberei caso algo tenha dado errado ou ficado muito berrante SE a gente simplesmente parar de receber visitas.
E eu tava muito a fim de colocar um microfone de adesivo grudado no box do banheiro, pra que todos os amigos que eu vou receber lá fiquem tranquilos ao saber que qualquer pessoa normal (?) canta no chuveiro. Saca? Um banheirokê, chuveirokê, privadokê, tipo isso.
E de onde virá o dinheiro para tudo o que falta? Eu me pergunto. E é nesse momento que grilos cacarejam ao fundo.
Até porque eu não sei o nome do barulho que o grilo faz e o grilo é meu, se eu quisesse ele latiria e você teria que aceitar.
Fim.

Anúncios