e os poderes pela barriga a mim investidos?

por Kritz

Então. Estou, pelos meus cálculos, na 5ª semana e até agora nada de bucho.
Assim, não dá! Que tipo de gŕavida não tem barrigão? E outra: ninguém acreditou em mim no mercado ontem, quando entrei no caixa preferencial para gestantes. Praticamente um desacato, gestantes são o futuro da nação, deveríamos fazer parte de uma casta superior, venerada e respeitada acima da média, mesmo na democracia!
Somos a garantia de sobrevivência da raça humana…
Ai, difícil demais ter que explicar o óbvio numa fase em que os hormônios nos ordenam a estar sempre irritada e de mau humor.
Ou chorona. Mas é chorona MESMO, meu Brasil, a coisa é séria!
Ontem, ainda no mercado e antes de passar pela humilhação de não acreditarem que eu tinha o direito constitucional de utilizar o caixa preferencial para gestantes, enquanto passava pela sessão de xampus, perfumes e outros gerigéris pra bebês, comecei a chorar. CHO-RAR!
Foi se formando uma poça ao meu redor enquanto eu pensava no meu bebezinho cheio de dobrinhas que me farão gastar uma caixa de cotonete interia pra deixar tudo em ordem, limpinho e talz. E fiquei pensando nele (ou nela) fazendo xixi na fralda que eu acabei de trocar. Quase imaginei ele (ou ela) rindo com sorriso sacana, reconhecendo minha voz e meu cheiro, todo perfeitinho, saudável, uma versão mini de um ser humano bacana e que fará diferença pro mundo.
E aí chorei mais. Muito gostoso, porque o choro é bom. É o típico choro de felicidade só que, desculpem-me as que não engravidaram, é um outro tipo de choro. Um choro feliz, um choro oração, um choro gratidão, um choro cheio de vida!
É um choro gargalhada, essa é que é a verdade.

Anúncios